fevereiro 02, 2017

HIPERTENSÃO, suco de Beterraba para baixar a pressão arterial

 

Suco de beterraba diminui pressão arterial em 7%, diz estudo




Nitrato, substância contida na beterraba, é responsável pelo benefício 




Beber suco de beterraba todos os dias pode ajudar as pessoas que sofrem de pressão alta, segundo pesquisadores. Eles descobriram que um copo diário da bebida pode diminuir a pressão em 7%. As informações são do Daily Mail.

Isso acontece por conta dos níveis naturalmente elevados de nitrato no alimento, substância também encontrada em repolho, aipo e outros vegetais de folhas verdes, como espinafre.

O estudo envolveu oito mulheres e sete homens com pressão entre 140 e 159 mm Hg, que não tomavam medicamentos para o problema. Os participantes ingeriram 250 ml de suco de beterraba ou de água contendo uma pequena quantidade de nitrato, e tiveram a pressão monitorada por 24 horas, segundo aponta um relatório do jornal Hypertension da American Heart Association.

Para o estudo, o suco de beterraba continha 0,2 g e nitrato, nível correspondente a uma bacia de alface ou duas beterrabas. “Ficamos surpresos porque foi necessária uma baixa quantidade de nitrato para um efeito tão grande“, disse Amrita Ahluwalia, líder do estudo e professor de farmacologia vascular na Escola de Medicina de Londres.

Comer alimentos ricos em nitrato desencadeia uma série de reações químicas no sangue, o que pode aumentar o oxigênio no organismo. “Nossa esperança é que a ingestão maior de legumes com alto teor de nitrato pode ser uma mudança simples no estilo de vida que melhora a saúde cardiovascular”, comemorou Amrita.

Pesquisas anteriores também mostraram que a beterraba aumenta a resistência e pode impulsionar o fornecimento de sangue para áreas vitais do cérebro.

A beterraba é uma raiz tuberosa rica em açúcar, proteínas, vitamina A, B1, B2, B5, C, potássio, sódio, fósforo, cálcio, zinco, ferro e manganês. Além de se sobressair por ser o vegetal mais doce, destaca-se pela sua riqueza em ferro. Sua poderosa vitamina C é potencializada por sua ação antioxidante (alguns pesquisadores dizem que a vitamina C da beterraba só é metabolizada pelo organismo quando consumimos o vegetal cru).
Dentre os benefícios que traz ao organismo, é possível destacar: o combate à anemia, à perda excessiva de líquidos, problemas no baço e fígado, prisão de ventre e outros. Pode ser consumida crua ou cozida, sob a forma de sucos, saladas, bolos, refogados e em omeletes.
Ao comprar beterraba, certifique-se de que a coloração se encontra concentrada e atente-se para o tamanho. Beterrabas médias e pequenas são as ideais. A casca deve estar lisa e as folhas brilhantes.

Origem


Planta típica do clima temperado, a beterraba tem sua origem na Europa e no norte da África. Em um primeiro momento, apenas as folhas da beterraba eram usadas na alimentação. Acredita-se que os antigos romanos foram os primeiros a usar a raiz como alimento.

Os bárbaros invasores de Roma difundiram pela Europa o cultivo da beterraba, que era usada, primeiro, para os animais, e depois na alimentação humana. No século 19 tornou-se popular com a descoberta de sua aplicação na produção de açúcar e a criação das primeiras fábricas. Sua popularidade foi incentivada por Napoleão quando o conflito entre França e Inglaterra abalou o comércio e impediu o acesso do continente à cana de açúcar.

Nessa mesma época, a beterraba foi levada às Américas do Norte e do Sul. Napoleão teve novamente influência na difusão da cultura da beterraba na região: quando a família real fugiu para o Brasil, com o objetivo de impedir que as tropas do imperador conquistassem Portugal, trouxe diversos cultivos, entre eles o da beterraba.

Propriedades nutricionais

Uma das vantagens da beterraba é a quantidade que possui de potássio, mineral importante para o organismo. Segundo a nutricionista Ana Ceregatti, o potássio tem papel na condução do equilíbrio da pressão arterial e na contração muscular.

"Comparada com outros alimentos também em forma de raiz, como a cenoura e o rabanete, ela é a que mais tem carboidratos, mas mesmo assim não deve ser evitada em dietas de emagrecimento, pois as quantidades não são significativas."
Propriedades medicinais


A beterraba ficou "famosa" como ingrediente saudável para evitar anemia. Entretanto, a nutricionista Ana avisa que, ao contrário do que se pensa, ela não é recomendada para esse objetivo. "Ela contém baixíssimos teores de ferro", avisa. Em cada 100 g de beterraba, há 0,3 mg de ferro - menos que a vagem crua ou o pimentão verde, por exemplo, que tem 0,4 mg. Para comparação, o espinafre cru tem 2,71 mg de ferro para cada 100 g.

Mas esse legume tem outras vantagens, como a presença da betacianina. "Esse composto, que lhe confere a cor avermelhada, é um dos vários antioxidantes que têm como função combater os radicais livre produzidos naturalmente pelo nosso organismo", comenta Ana. "A ingestão de compostos antioxidantes, incluindo a betacianina, está associada ao aumento da longevidade e à redução no desenvolvimento de doenças do coração."
A beterraba contém substâncias boas para o coração

Aos vegetarianos, a nutricionista avisa que a folha da beterraba é rica em fibras e minerais, mas não deve ser consumida regularmente por quem tem essa dieta alimentar, porqúe o ácido oxálico presente nela dificulta muito a absorção do cálcio. "O cálcio é um dos minerais que requerem um bom planejamento em uma dieta vegetariana (restrita ou ovo-lacto), para não haver deficiência."

Curiosidades


Além de fazer bem para o organismo, a beterraba dá sinais de que poderá ser benéfica também para a saúde ambiental. Na Europa, ela é utilizada na produção de biocombustível. No Brasil, em 2008, estudantes de um colégio de Rio Claro (SP) desenvolveram uma tinta à base de beterraba. A ideia do projeto é criar um produto diferente dos convencionais, que não utilize metais pesados que prejudicam o meio ambiente e a saúde.

Alguma pessoas ficam com a urina avermelhada após a ingestão de beterraba. Isso acontece por causa da betacianina, pigmento que dá a cor vermelha ao legume. A betacianina não é decomposta no sistema digestivo, provocando esse efeito, que costuma passar em um ou dois dias.
_________________
IMPORTANTE lembrar que o padrão/causa de hipertensos tem fundo emocional/mental, pois este, como tudo o mais é apenas um reflexo desta. Tratar o efeito tem sua importância, porém ir na causa é vital.
CUIDE BEM DE VOCÊ
Avaliação por Radiestesia na dimensão mental do distúrbio, que afeta o emocional e comportamental, interferindo na saúde física do ser humano.
www.cuidebemdevoce.com