abril 09, 2017

Angina X Infarto do Miocárdio e as causas emocionais..



A angina ou dor no peito se apresenta na fase ativa do conflito de PERDA DE TERRITÓRIO (perda da casa; do trabalho; do seu papel na sociedade; de uma herança que lhe foi tirada injustamente; perda da esposa; entre outras) onde ocorrerá ulcerações das artérias coronárias e de outras estruturas com o intuito de aumentar a perfusão do miocárdio permitindo esforços maiores no combate para reconquistar o território perdido.

É na fase de recuperação de um grave conflito de perda de território que temos o infarto do miocárdio - comumente após 3-6 semanas após a reconquista. Nesta fase especificamente, durante a crise epileptoide, poderá acontecer dores importantes, alteração no ritmo cardíaco mais grave, angústia, suores frios, tremor, sintomas neurológicos. Deixo claro que o infarto é um FENÔMENO CEREBRAL e não uma "artéria entupida" como ouvimos falar por aí.

Para Enric Corbera, o coração representa o centro do amor, o núcleo das emoções. O ataque cardíaco é para o corpo uma forma desesperada de mostrar que se foi longe demais, que se prestou muita atenção aos bens materiais e aos aspectos externos da vida, ao status social em vez de voltar ao essencial que é a alegria de viver com a família, de expressar o amor a si mesmo e aos outros e de saborear cada momento com intensidade.

"Eu estou tão ligado a tudo o que faz parte do meu "território" (minha esposa, meu trabalho, meus amigos, minha casa, etc.) que se eu tenho a sensação de ter perdido ou que estou prestes a perder algo ou alguém dentro do meu território, eu posso resistir ao que está acontecendo e faço um ataque cardíaco. Eu gostaria "com todo o meu coração" de continuar a ser o chefe, o proprietário a bordo.

Ataques cardíacos também estão ligados aos próprios sentimentos e como se lida com eles: "Até onde eu sou capaz de sentir e expressar o amor para com os outros?" Até que ponto eu sou capaz de amar e me aceitar como eu sou?" "Me obrigo a ser "uma outra pessoa" e fazer muito para provar aos outros o que sou e o que eu valho?"

A descoberta dos aspectos mais importantes e significativos da vida não pode ser reduzida a quantidade de dinheiro que se ganha ou ao sucesso que se tem. O coração pode ser associado com compaixão e amor, mas também pode ser associado com o seu oposto, que é a hostilidade, ódio e rejeição. É a separação entre os sentimentos, o envolvimento, os relacionamentos e o Universo, bem como os seus ritmos naturais que atrofiam o coração.

Para que não se passe por isso, não se afaste de sua essência. Compreenda os ciclos da vida e encontre a paz interior sentindo toda ternura, doçura em seu corpo. Se ame e seja amado. Nutra seu coração para mantê-lo em boas condições de saúde!

por Pollyana Junqueira
__________________
Temos ajuda e o ideal além da medicina vigente é tratarmos os padrões mentais e emocionais que estão por trás do que está se apresentando.
AVALIAÇÃO por RADIESTESIA na dimensão MENTAL do distúrbio, que afeta o EMOCIONAL e COMPORTAMENTAL, interferindo na SAÚDE FÍSICA do ser humano.
ATENDIMENTO ONLINE EM TODO O BRASIL